Manuela Moniz - Canto/Coro
Manuela Moniz - Canto/Coro

Terminou o Curso Geral de Canto no Conservatório Nacional de Lisboa e licenciou-se em Canto na Escola Superior de Música de Lisboa.

Entre 1992 e 1998 foi membro do Coro Gulbenkian, realizando com o Coro Sinfónico e Coro de Câmara concertos na Europa, América Latina e Japão. Em diversas destas ocasiões interpretou solos, a destacar em 1997, em digressão pela Europa, o soprano solo de Midsummer Night's Dream de Mendelssohn com a Orquestra do Século XVIII dirigida por Franz Brügen (obra gravada para a GLOSSA).

De 1998 a 2000 foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian, realizando uma pós- graduação em Canto Clássico no Conservatório Sweelink (Amsterdão), onde frequentou a Classe de Canto de Margreet Honig. Nesse âmbito participou na Holanda em recitais em que interpretou, entre outros, Brahms, Strauss, Duparc e Chausson.

Foi solista, entre outras, nas obras Stabat Mater de Pergolesi, Cantata BWV 147 de Bach, Missa da Coroação e Laudate de Mozart, Magnificat de Vivaldi, Missa n° 5 de Schubert, Requiem de Fauré.

Desempenhou o papel de Princesa Tafú na estreia (1998) do Teatro musical "O gato das notas" de Paulo Maria Rodrigues, gravado posteriormente em video. Esta ópera realizou-se em várias ocasiões em Portugal e Espanha.

Na temporada 2000-2001 do Teatro de S. Carlos desempenhou o papel do Primeiro Escudeiro do Parsifal.

Participou na estreia e gravação de obras sinfónicas e concertantes de Jorge Salgueiro, entre as quais a ópera "O Achamento do Brasil", na qual desempenhou o papel de Jovem índia; em 2005 foi solista na Sinfonia n° 4 (Mare Nostrum) do mesmo autor. Acompanhou como solista em várias ocasiões a banda da Armada.

Formou duo com vários pianistas em recitais de música de câmara, entre outros no Teatro S.Luiz de Lisboa, no Auditório II da Fundação Gulbenkian, no CCB em Lisboa, no TAGV de Coimbra. Participou em vários Festivais de música (Sintra, Évora, Almada) e em vários Festivais Ibéricos de Música em Espanha (em 2004, canções de Messiaen, Ravel, Schubert e Strauss; em 2005, canções espanholas contemporâneas e, em 2008, canções portuguesas).

Foi soprano no filme — performance "Registo de Viver", com poema de Alberto Pimenta (edição de Perve galeria, Lisboa).

Mestre em Artes Musicais pela Universidade Nova de Lisboa.

Rua Alexandre Herculano, 147
Quinta da Lezíria, Ap. 44
2354-909 Torres Novas
Portugal

Email  geral@choralphydellius.pt
Telm  967 090 101 / 918 986 263
Tel/Fax 249 826 129
NIF 501 385 754