Notícias

Concerto de Reis 2016

O Concerto de Reis do Choral Phydellius, que teve lugar no Domingo 10 de Janeiro, correspondeu às expetativas que os participantes dele esperavam. A Igreja do Carmo estava repleta, mesmo quando a tradição diz que este Concerto de realiza aos Sábados à noite e, embora tenha sido um Concerto de quase 2 horas, a variedade e a qualidade das valências Phydellius apresentadas e o ritmo do próprio Concerto fez com que quem escutasse passasse um bom final de tarde.

A Orquestra de Câmara Phydellius, constituída essencialmente por jovens dos cursos secundários de cordas e sopros, abriu o Concerto, superiormente dirigida pelo Professor Bruno Ferreira, interpretando obras tradicionais de Natal adaptadas para a Orquestra por Joana Lopes, assim como clássicos como a Dança Húngara nº 5 de Brahms e a marcha de Pompa e Circunstância de Elgar. Esta formação da Orquestra teve início este ano letivo e conta já com algumas apresentações públicas e, em boa hora, a organização do Concerto a integrou no programa, tal a qualidade e maturidade que já apresentam.

Seguiu-se o Coro Juvenil que é entidade representativa da Instituição Choral Phydellius. Em cada ano letivo, sofre alterações na sua formação, pelas entradas de novos elementos e saídas de outros que terminam os seus cursos, uma vez que é constituído em 95% por alunos do Conservatório. O mês de Setembro marca assim um novo reinício para este Coro. Mesmo com estes constrangimentos, a procura da qualidade que o Maestro João Branco trabalha semanalmente é, normalmente, alcançada por altura do Concerto de Reis. Interpretaram três lindíssimas peças, apresentando uma qualidade sonora e afinação muito boas.

Alguns dos melhores executantes do nosso Conservatório foram os protagonistas do momento seguinte, com as suas atuações em locais diferentes da Igreja. Duarte Almeida, aluno do 6º grau de Clarinete apresentou-se com um solo de clarinete; Ana Fernandes e Ana Xisto, alunas do 6º grau de Saxofone, interpretaram duas obras tradicionais de Natal; um Quarteto de Eufónio e Trompete, constituído por Manuel do Val e João do Rosário, alunos do 7º grau de Eufónio, Carolina Vieira, aluna do 5º grau de trompete e o Professor de Trompete Luís Carreira, interpretaram obras de Händel e Gottfried/Bach; Patrícia Graça (8º grau de clarinete) e Duarte Almeida (6º grau de Piano) fecharam este momento do Concerto de Reis.

O Choral Phydellius, como já é tradicional, fechou o concerto. Foi uma participação de cerca de 45 minutos, mas muito variada em estilos, épocas e géneros musicais. Interpretando obras do clássico ao contemporâneo, passando pela música portuguesa, tendo sempre presente a época de Natal/Reis, teve o seu momento alto com “Magnum Mysterium”, obra que tem acompanhamento de violoncelo, superiormente executado pela Professora Ana Filomena Rodrigues. “Pie Jesu”, com Carla Frias e João Branco a cantarem os solos de soprano e Tenor, Marisa Murcela no Piano e Sérgio Rodrigues a dirigir o coro, “Natal de Elvas”, “Confusa, Perdida” e “Quem vos vem dar Boas-Festas” a terminar, foram outros dos momentos altos deste concerto. 

Registamos a participação do aluno Phydellius João do Rosário em todos os momentos deste concerto, ou seja, como elemento da Orquestra de Câmara Phydellius, como elemento do Coro Juvenil, tocando Eufónio integrado no Quarteto e a sua primeira atuação como elemento do Choral Phydellius – coro adulto. Parabéns João. 

Rua Alexandre Herculano, 147
Quinta da Lezíria, Ap. 44
2354-909 Torres Novas
Portugal

Email  geral@choralphydellius.pt
Telm  967 090 101 / 918 986 263
Tel/Fax 249 826 129
NIF 501 385 754